Descoberta a maior caverna do mundo: são 347 quilômetros de extensão

imagem-destacada-descoberta-a-maior-caverna-do-mundo-sao-347-quilometros-de-extensao

Explorações arqueológicas descobriram no México, mais precisamente no Grande Aquífero Maia, a maior caverna do mundo. A localidade subaquática, chamada de Sistema Sac Actun, tem inicialmente 347 Km de extensão e guarda também uma séria de vestígios da antiga civilização Maia.

“Tem mais de uma centena de contextos arqueológicos, dentre os quais são evidentes os primeiros colonos da América, bem como a fauna extinta e, claro, a cultura Maia”, explica o arqueólogo marinho Guillermo de Anda do Instituto Nacional de Antropologia e História do México, responsável também pelo projeto Projeto do Grande Aquífero Maia (GAM).

Sac Actun faz parte de um extenso complexo com 358 sistemas de cavernas submersas, abrangendo cerca de 1.400 quilômetros de túneis de água, localizados no estado mexicano de Quintana Roo, na Península de Yucatán, costa do Caribe. Esse labirinto aquático é tão diverso que há túneis com ecosistemas diferentes como Dois Ojos, com 93 quilômetros de extensão.

Como o mapeamento e a pesquisa não terminaram é possível que a extensão de Sac Actun aumente. No entanto, ela é a maior caverna do mundo, superando o Sistema Ox Bel Ha, também localizado em Quintana Roo e que possui 270 km de extensão. Para os cientistas que trabalham no projeto é a chance de viajar 10.000 a 12.000 anos no tempo, dada a preservação de tudo que foi encontrado nos túneis pela expedição.

Veja um vídeo com imagens da exploração de Sistema Sac Actun:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email