Sete curiosidades sobre Jacques-Yves Cousteau

Sete curiosidades sobre Jacques-Yves Cousteau

imagem-destacada-sete-curiosidades-sobre-jacques-yves-cousteau

A vida do oceanógrafo Jacques-Yves Cousteau foi cheia de aventuras e grandes contribuições para a ciência. Para mostrar a importância deste francês, trouxemos algumas curiosidades sobre ele.

Acidente

Jacques Cousteau sonhava em ser uma aviador naval, mas um grave acidente de carro, aos 26 anos, mudou tudo. Não pode voltar ao treinamento para pilotar um avião e teve que fazer exercícios para fortalecer os braços quebrados, com isso resolveu nadar.

II Guerra

Foi premiado com a Cruz Militar por causa do engajamento na luta contra os nazistas. Serviu como oficial de artilharia na Marinha francesa, atuando numa operação de bombardeio a base naval italiana em Gênova. Quando a França se rendeu, em 1940, ele trabalhou no serviço de inteligência.

Calypso

Em 1950 a Guiness compra o Calypso, um antigo caça-minas usado na II Guerra. O navio foi alugado para Cousteau, agora com 40 anos, pelo preço simbólico de 1 franco por ano. Cousteau adaptou o Calypso como laboratório móvel para pesquisa de campo e como seu principal veículo para mergulho e filmagem.

Primeiro livro

Foi a bordo do Calypso que Cousteau filmou ‘Silent World’, uma versão cinematográfica do seu livro homônimo. Feito em cores, o documentário mostrava imagens submarinas e ganhou o Oscar de Melhor Documentário em 1957.

Cidade submarinas

Talvez uma curiosidades mais interessantes sobre Cousteau é que ele participou de três projetos para a construção de cidades submarinas na década 1960: Precontinent I, Precontinent II e Precontinent III. A ideia era fazer com que as pessoas pudessem viver e trabalhar no fundo do mar.

Viagem à Amazônia

Nos anos de 1980, quando a Amazônia era desconhecida da maioria das pessoas, Cousteau e o Calypso estiveram aqui. Permaneceram na região por 1 ano e meio. Ele definiu como uma das aventuras mais importantes da vida. A viagem rendeu livros e documentários.

Morte

Um ataque cardíaco levou Jacques-Yves Cousteau em 25 de junho de 1997, duas semanas após o seu 87º aniversário. Ele foi enterrado no vilarejo onde nasceu, chamado Saint-André-de-Cubzac. Em homenagem ao oceanógrafo, uma rua da região foi batizada de ‘Rue du Commandant Cousteau’.

Cousteau definiu desta forma o seu primeiro mergulho, em 1943:

Olhei para o mar com o mesmo sentimento de invasão que senti em cada mergulho. Um pequeno canyon abriu-se abaixo, cheio de plantas aquáticas cor verde-escura e ouriços do mar negros e de algas brancas que pareciam pequenas flores. Alguns peixinhos surgiram no cenário. A areia escorregou para o infinito claro e azul. A luz do sol incidiu nos meus olhos com tal brilho que eu mal podia abri-los. Mantendo os braços ao longo do corpo, movi as nadadeiras lentamente e desci, ganhando velocidade, vendo a praia sumir. Parei de bater as pernas e o impulso me fez deslizar de um modo fabuloso.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mostramos cinco apps essenciais para mergulhadores

Mostramos cinco apps essenciais para mergulhadores

imagem-destacada-mostramos-cinco-apps-essenciais-para-mergulhadores

A tecnologia pode te ajudar a melhorar a experiência de mergulho com aplicativos. Instalados no celular, eles podem fornecer informações, ajudar no planejamento ou te ajudar a organizar os registros de suas aventuras. Conheça 5 apps que você deveria ter no seu celular.

DiveMate (Registros de Mergulho)

É um dos aplicativos mais populares para registro de atividades de mergulho, disponível para Android e iOS. Você vai poder colocar notas, vídeos e fotos e todas informações podem ser sincronizadas com o computador. Ele funciona mesmo quando não há conexão com a Internet, além de você pode registrar todos os dados técnicos sobre o mergulho como pressão, parâmetros de gás, peso, etc.

Deepblu

Também é um aplicativo usado para registrar atividades de mergulho. Além disso, ele te ajuda a descobrir outros pontos de mergulho e a planejar viagens baseando nas críticas de outros usuários. Há também a possibilidade de compartilhar fotos e vídeos com outras pessoas dentro do aplicativo.
Para quem trabalha na área de mergulho, o aplicativo permite que você anuncie serviços, criando pacotes e experiência de viagem. Também tem opções para que mergulhadores marquem encontros e se comuniquem dentro do programa. É reconhecido pelas organizações de mergulho como IDA, ITDA e DIWA.

Diverboard

É um outro aplicativo para registro de mergulho, no qual você pode colocar fotos, vídeos e todas informações técnicas da sua aventura e até as espécies que você encontrou naquela região. Ele também mostra quais são as lojas e os serviços próximos de onde você mergulhou, caso você queira mais comodidade.

iDeco Pro

Esse app é voltado para mergulhadores profissionais, pois ele tem monitoramento para descompressão e quantidade de gás usado. O programa ajuda também quem faz mergulho em circuitos abertos e fechado. No entanto, ele é pago e custa cerca de R$ 40.

TripWhistle Global SOS

Esse é um aplicativo interessante para quem percorre o mundo atrás de locais de mergulho. Ele reúne os números de emergência de 196 países, incluíndo polícia, bombeiros e ambulâncias. Além disso, fornece a sua localização exata com latitude e longitude. É grátis para dispositivos com iOS.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Pesquisa propõe uma nova abordagem para mergulhos em área recifais

Pesquisa propõe uma nova abordagem para mergulhos em área recifais

imagem-destacada-pesquisar-propoe-uma-nova-abordagem-para-mergulhos-em-area-recifais

O mergulho como qualquer outra atividade humana causa impacto no Meio Ambiente. Pensando nisso, o biólogo e pesquisador da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Vinicius Giglio, começou a estudar quais seriam os prejuízos em ambientes recifais. Principalmente uma prática que gera renda em muitas partes do mundo.

O principal prejuízo apontado pelo estudo de Giglio é o contato físico não intecional do mergulhador com o recife por meio das nadadeiras. Principalmente para espécies que são frágeis como corais, gorgônias e esponjas, sobretudo em áreas que recebem bastante mergulhadores como o Caribe, por exemplo.

“Considerando um número baixo de contatos com o substrato (dois por mergulhador), numa trilha de mergulho que receba por ano cerca de 2 mil mergulhadores, seriam 4 mil contatos com o fundo. E caso 20% desses contatos danifiquem algum organismo, seriam 800 quebras de corais, esponjas, etc. Apesar desse número alto de visitantes não ser comum para a realidade brasileira, muitos destinos altamente procurados, como os do Mar Vermelho e Caribe, recebem até mais mergulhadores por ano”, explica em seu artigo.

Para tentar amenizar o problema, em sua tese de doutorado, o biólogo se propôs a escrever um revisão das orientações para turismo em ambientes recifais, dividindo três abordagens: quais as características dos mergulhadores que são mais propensos a causar mais contatos com o recife; quais os impactos causados e, principalmente; quais são as estratégias de gestão para minimizar esses potenciais impactos.

“O controle do mergulhador para não fazer contato acidental com o fundo, que normalmente chamamos de controle de flutuabilidade, é um dos fundamentos mais importantes do mergulho, porém é um dos mais deixados de lado. Infelizmente os cursos de mergulho nada comprometidos com qualidade, mas com o número de alunos, deixam de dar ênfase justamente nesse ponto e também em noções sobre cuidados com o Meio Ambiente”, explica Paulo Guilherme Cavalcanti, Instrutor do Onda Azul, filiado a SDI / TDI (Scuba Divers International / Techinical Divers Internacional).

Afinal de contas, o impacto pode causar desinteresse do turista pelo local de mergulho. Por isso, é importante o controle de acesso às zonas recifais e também a gestão desses sítios. Qualquer desequilíbrio nesta cadeia ecológica pode provocar a diminuição dos peixes e o desaparecimento dos animais e dos próprios recifes. Neste ponto, o texto do pesquisador propõe uma abordagem interessante para resolver o problema ou, pelo menos, amenizá-lo.

Leia o texto completo.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mulher sobrevive a incêndio na Austrália usando técnicas de mergulho

Mulher sobrevive a incêndio na Austrália usando técnicas de mergulho

imagem-destacada-mulher-sobrevive-a-incendio-na-australia-usando-tecnicas-de-mergulho

Samantha Kneeshaw é o nome da australiana que sobreviveu a um incêndio em sua propriedade usando as sua habilidades de mergulho na Austrália, mais precisamente na cidade de Conjola, em Nova Gales do Sul. Ela é uma oceanógrafa e usou a roupas e um cilindro para escapar das chamas, ficando submersa por quase 10 minutos. O incidente aconteceu na véspera do Ano Novo.

Para quem não lembra, diversas regiões da Austrália sofreram com os incêndios no início deste ano. A casa de Kneeshaw está localizada em uma dessas localidades, mas ela só foi avisada pelo vizinho sobre a aproximação das chamas quando não havia mais como abandonar o local. Por sorte, o marido dela David e as filhas do casal Darcy e Manny haviam deixado a propriedade dias antes.

Ela ainda teve tempo de executar um plano para impedir que o incêndio destruisse a casa, utilizando uma bomba e um sistema que jogava água e impediu a aproximação do fogo. No entanto, houve pequenos danos a propriedade e sete das oito galinhas da família e um galo morreram por causa do calor. Cerca de oito hectares do terreno foram queimados.

Ela nada sofreu além do um susto.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Onda Azul abre turmas para sete cursos de mergulho

Onda Azul abre turmas para sete cursos de mergulho

imagem-destacada-onda-azul-abre-turmas-para-sete-cursos-de-mergulho

O Onda Azul começa o ano de 2020 com um série de cursos para quem quiser aprender ou simplesmente está procurando aperfeiçoar sua técnica de mergulho. Todas as formações têm aulas práticas e teóricas, contando sempre com uma equipe de instrutores experientes. Para se matricular, basta escolher qual delas você quer fazer e preencher o formulário para que nós façamos o contato.

Veja os cursos:

Resgate (Rescue)

20 de janeiro de 2020
Este é o curso que fará a maior diferença na sua vida! Irá torná-lo um dupla melhor! E trará mais segurança para você mesmo! Aprenda a se antecipar, evitar problemas, se auto socorrer e ao seu dupla e outros.

Primeiros-socorros (First Aid)

27 de janeiro de 2020
Você sabia que a maior parte dos acidentes de mergulho acontecem no barco, na entrada de praia e em contato com o fundo do mar? Você irá aprender a Parar, Pensar, Olhar em volta e só então agir, com certeza e precisão.

Básico (Open Water)

03 de fevereiro de 2020
São oito aulas para abrir a porta de entrada para o mundo submarino, torne-se um mergulhador internacional aprendendo as técnicas necessárias com todo conforto e segurança.

Avançado (Advanced Open Water)

10 de fevereiro de 2020
Este é o seu caminho para evoluir e continuar indo cada vez mais fundo e mais longe nos seus mergulhos. Serão no mínimo 5 mergulhos no mar onde você irá ter contato com 4 especializações dentre várias que poderá escolher, desenvolvendo-se como mergulhador e evoluindo como pessoa.

Dive Master (Dive Master)

17 de fevereiro de 2020
Primeiro passo na sua carreira de profissionalização com mergulhador irá abrir as portas das operações de mergulho, formação de grupos como guia de mergulho e auxiliar instrutores e assistentes em aulas de mergulho.

Identificação e comportamento de tubarões (Identification and behavior of sharks)

02 de março de 2020
Entenda, conheça e reconheça os verdadeiros donos da casa! Os tubarões são magníficos e você pode ainda compreender o comportamento e linguagem corporal. Onde e com quais mergulhar.

Instrutor assistente (Instructor Assistant)

09 de março de 2020
Este é para você que já sabe o que quer da vida e do mergulho! Primeiro passo para os que serão os futuros mestres no mergulho, você irá aprender como trilhar esta bela carreira profissional com potencial de memórias e vivências incríveis.

Nitrox (Nitrox)

16 de março de 2020
Você que quer estender seus limites de tempo nos mergulhos, ficando mais tempo embaixo d’água. Habilitação ideal para sua viagem de mergulho, permitindo que você faça mais mergulhos e mais longos do que se estivesse respirando ar comprimido.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Computador ajuda você a ‘mergulhar’ em projeto de recifes artificiais na Austrália

Computador ajuda você a ‘mergulhar’ em projeto de recifes artificiais na Austrália

imagem-destacada-computador-ajuda-voce-a-mergulhar-em-projeto-de-recifes-artificiais-na-australia

Um projeto para criar recifes artificiais na Austrália ganhou a primeira imagem criada em computação gráfica. A responsável pela ideia é a empresa Subcon Technologies, com objetivo de atrair cerca de 16 mil turistas anualmente e arrecadar US$ 32 milhões de dólares (R$ 130 milhões) em 10 anos.

O projeto consiste em nove grandes estruturas flutuantes, medindo de 16 a 20 metros, presos estruturas fixas no fundo do mar e que serão semelhantes a pirâmides, localizadas na região conhecida como Golden Coast. As peças criadas por Daniel Templeman formarão um habitat artificial para espécies da fauna e da flora marinha.

“Golden Coast é conhecida por oferecer muitas inovações mundiais e esse recife flutuante será uma experiência icônica de ecoturismo incomparável em escala global”, afirmou o prefeito Tom Tate.

Este não é o primeiro projeto de recifes artificiais da Subcon Technologies Pty Ltd. O conceito passará por um desenvolvimento adicional do design em consulta com o grupo de referência da indústria de mergulho.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Conheça o Diveroid, equipamento barato que pretende substituir câmera aquática, bússola, computador e logbook

Conheça o Diveroid, equipamento barato que pretende substituir câmera aquática, bússola, computador e logbook

imagem-destacada-conheca-o-diveroid-equipamento-barato-que-pretende-substituir-camera-aquatica-bussola-computador-e-diario-de-bordo

Mergulho não uma atividade barata, principalmente quando colocamos na ponta do lápis o custo com os equipamentos. Para diminuir este custo, a Artisan & Ocean criou o Diveroid, que promete diminuir investimento dos mergulhadores em diário de mergulho, computadores de navegação, bússola e câmera subaquática.

O gadget que reúne isso tudo está em pré-venda no Kickstarter por US$ 213 (R$ cerca de 850). Ele é barato porque transforma seu celular em um computador de mergulho, sendo um misto de case a prova d’água com lentes para fotos, bússola e diário eletrônico. O dispositivo aguenta até uma profundidade de 60 metros.

Veja o Diveroid funcionando:

Além disso, o foco do Diveroid são os alertas tão importantes para os mergulhadores em tempo real (mesmo ao gravar vídeos ou imagens) para evitar doenças descompressivas, medindo a profundidade, tempo e velocidade de subida com cores e vibrações brilhantes a qualquer momento durante o mergulho.

“Eu estava convencido de que um smartphone poderia substituir um computador de mergulho e isso inspirou nossa criação do DIVEROID.Nosso modelo mais recente é um dispositivo compacto completo que fornece um computador de mergulho de alta qualidade, câmera subaquática, bússola e logbook para aprimorar sua experiência de mergulho. O DIVEROID funciona com quase todos os smartphones do mercado e é o único computador de mergulho modular existente acoplável à carcaça do smartphone”, explica Jungil Kim, CEO e fundador da Artisan & Ocean.

Conheça algumas das características do Diveroid:

  • Computador de mergulho inovador, câmera subaquática de alto funcionamento, bússola e diário de mergulho em um dispositivo compacto que funciona convenientemente com praticamente qualquer smartphone disponível. Além disso, possui um recurso de ajuste de botão interno registrado por patente para que seu smartphone se encaixe perfeitamente no dispositivo. O novo aplicativo da DIVEROID também suporta o modo de mergulho livre, que inclui alarme de profundidade, apneia estática e muito mais.
  • Permite que a câmera do seu smartphone funcione totalmente debaixo d’água, incluindo o uso de diferentes ângulos da câmera, incluindo correção de largura ultra larga, ampla, zoom, selfie e cor, com simples operação de botão para fotos em alta resolução e vídeos em 4K.
    Não é mais necessário manter seus diários de bordo à mão. A aplicativo do gadget mantém seus diários de bordo automaticamente e sincroniza com suas fotos / vídeo, para que você possa revisar completamente todo o mergulho de relance.
  • Possui um sistema de O-ring duplo com um alcance à prova d’água de 60 m (200 pés) e é fabricado com materiais de qualidade, incluindo Gorilla Glass e Policarbonato resistente a riscos e fibra de vidro para alta resistência e durabilidade, para suportar as condições do oceano. A bateria interna do dispositivo também dura mais de 500 mergulhos, estimados em dois anos.
  • Sistema Anti-Fog – O fog dentro da caixa destrói as imagens subaquáticas. O DIVEROID possui um sistema embutido, incluindo cinco ‘dissipadores de calor’ ‘, que drenam o calor e evitam o embaçamento.

Veja como é o logbook:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Rio de Janeiro terá guia de mergulho com mapeamento de belezas naturais

Rio de Janeiro terá guia de mergulho com mapeamento de belezas naturais

imagem-destacada-rio-de-janeiro-tera-guia-de-mergulho-com-mapeamento-de-belezas-naturais

O Rio de Janeiro tem muitas belezas escondidas do fundo do mar e que agora estão sendo reveladas no primeiro guia de mergulho do Rio de Janeiro. Um mapeamento que é resultado do projeto Ilhas do Rio, criado pelo Museu Nacional. Dentre os tesouros identificados está uma “esponja-carioca” de cinco centímetros de diâmetro, chamada Latrunculia janeirensis, espécie descoberta há seis anos.

O lançamento do ‘Guia de Biodiversidade Marinha e Mergulho nas Ilhas do Rio’ está previsto para dezembro. No projeto estão envolvidos 19 pesquisadores do Rio e de São Paulo, que mapearam 300 espécies da fauna e da flora marinha. Eles destacaram também 10 pontos da costa, incluindo naufrágios, como pontos de mergulho. Tudo com informações e fotos, na publicação que será bilíngue e gratuita.

Revelações do Guia

Dentre o conteúdo que será apresentado no guia, estão informações sobre espécies que até agora só podem ser encontradas no Monumento Natural das Ilhas Cagarras. A área é habitat do polvo Octopus Vulgaris, um molusco que é cobiçado pelos pescadores. Também é lá que podem ser visto ouriço-do-mar-gigante (Diadema antillarum), raro no litoral carioca, mas que pode ser observado nas ilhas Comprida e Filhote da Cagarra.

Com informações de O Globo.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Conheça mais sobre a Oxigenação Turismo, parceira da Onda Azul

Conheça mais sobre a Oxigenação Turismo, parceira da Onda Azul

imagem-destacada-conheca-mais-sobre-a-oxigenacao-turismo-parceira-da-onda-azul

Você já deve ter visto o nosso calendário de cursos para a temporada de verão. Mas ministrá-los não será possível se não tivermos ao nosso parceiros como a Oxigenação Turismo. Ela é a nossa operadora de turismo e responsável por tornar possíveis todas as ações que organizamos na Onda Azul.

Para quem não sabe, Oxigenação Turismo é a melhor empresa de turismo de mergulho do Brasil. Eles nos ajudam a resolver os trâmites burocráticos para que você não se preocupe na hora de mergulhar conosco. Sandro Cesar, que é diretor da operadora, vem trabalhando no setor desde 1995, como ele revela nesta entrevista.

Um ponto importante é que a Oxigenação Turismo foi a responsável pelo maior evento de mergulho da América Latina, o PADI Dive Festival em São Paulo, justamente pelo conhecimento na realização de muitos eventos com grande número de público, e que envolva uma logística complexa, reservas de viagens e acomodação em hotéis.

Veja a entrevista completa de Sandro Cesar ao site Mergulho Brasil.

Então, se você quer viajar conosco, pode ficar tranquilo porque temos ao nosso lado a Oxigenação Turismo. O diretor da operadora garante que ela está crescendo e numa rota firme no mercado. É claro que desejamos muito sucesso para a empresa.

Com informações do site Mergulho Brasil.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Veja o calendário de cursos de mergulho da Onda Azul para a temporada de verão

Veja o calendário de cursos de mergulho da Onda Azul para a temporada de verão

imagem-destacada-veja-o-calendario-de-cursos-de-mergulho-da-onda-azul-para-a-temporada-de-verao

O Onda Azul vai ter uma série de cursos de mergulho para a temporada de verão, começando no dia 25 de novembro. São oito oportunidades, com formações práticas que vão desde o básico até a profissionalização no mergulho, passando por várias especialidades. Para se inscrever, você deve preencher o formulário do curso no qual tem interesse.

Abaixo, a lista deles:

Básico (Open Water)

25 de novembro de 2019
Porta de entrada para o mundo submarino, torne-se um mergulhador internacional aprendendo as técnicas necessárias com todo conforto e segurança.

Avançado (Advanced Open Water)

02 de dezembro de 2019
Este é o seu caminho para evoluir e continuar indo cada vez mais fundo e mais longe nos seus mergulhos.

Dive Master (Dive Master)

9 de dezembro de 2019
Primeiro passo na sua carreira como profissional, irá abrir as portas de operações embarcadas, viagens, formação de grupos como guia e auxiliar instrutores e assistentes em aulas emocionantes.

Identificação e comportamento de tubarões (Shark ID and Behavior)

16 de dezembro de 2019
Entenda, conheça e reconheça os verdadeiros donos da casa! Os tubarões são magníficos e você pode ainda entender seu comportamento e linguagem corporal. Onde e com quais mergulhar!

Instrutor assistente (Instructor Assistent)

06 de janeiro de 2020
Este é para você que já sabe o que quer da vida e do mergulho! Primeiro passo para os que serão os futuros mestres no mergulho, você irá aprender como trilhar esta bela carreira profissional com potencial de memórias e vivências incríveis.

Nitrox (Nitrox)

13 de janeiro de 2020
Você quer estender seus limites de tempo nos mergulhos, ficando mais tempo embaixo d’água? Habilitação ideal para sua viagem de mergulho, permitindo que você faça mais mergulhos e mais longos do que se estivesse respirando ar comprimido!

Primeiros-socorros (First Aid)

27 de janeiro de 2020
Você sabia que a maior parte dos acidentes de mergulho acontecem no barco, na entrada de praia e em contato com o fundo do mar? Este curso atende não só a socorros em mergulhos, mas no seu dia a dia! Prepare-se para ajudar e não aumentar problemas!

Resgate (Rescue)

20 de janeiro de 2020
Este é o curso que fará a maior diferença na sua vida! Irá torná-lo um dupla melhor! E trará mais segurança para você mesmo! Aprenda a se antecipar, evitar problemas, se auto socorrer e ao seu dupla e outros!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email